UFMG | Campos Montes Claros
Home » Notícias » UFMG torna facultativo o uso de máscaras em ambientes fechados
14 / set / 2022
UFMG torna facultativo o uso de máscaras em ambientes fechados

Evolução favorável da pandemia de Covid-19 justifica a medida, afirmam a reitora Sandra Goulart de Almeida e o vice-reitor Alessandro Fernandes Moreira

Uso de máscaras em ambientes abertos e fechados do campus agora é facultativo. (Foto: Lucas Braga/UFMG)

Em razão da “redução significativa e sustentada do número de casos, hospitalizações e óbitos”, o uso de máscaras passa a ser facultativo nos ambientes da UFMG a partir desta segunda-feira, dia 12. O anúncio foi feito por meio de nota à comunidade divulgada, na tarde de hoje, pela reitora Sandra Regina Goulart Almeida e pelo vice-reitor Alessandro Fernandes Moreira. A medida, sinalizada em comunicado do dia 19 de agosto, segue recomendação do Comitê Permanente de Enfrentamento do Novo Coronavírus, com a concordância da Comissão de Acompanhamento do Conselho Universitário.

De acordo com os dirigentes, o uso da proteção ainda deve ser considerado em ambientes fechados, frequentados por muitas pessoas e pouco ventilados, e por pessoas em situação de maior vulnerabilidade à doença ou que ainda não se sintam seguras. “Nessa transição, manteremos o cuidado com todas as pessoas, com base no diálogo e no respeito. Lembramos que a Prefeitura de Belo Horizonte recomenda que a máscara continue sendo utilizada nos serviços de saúde, no transporte público e por pessoas imunocomprometidas. Casos confirmados de covid-19 devem seguir a orientação de afastamento das atividades acadêmicas e administrativas. Recomenda-se ainda o uso de máscaras no caso de sintomas gripais não associados à covid-19”, ressaltam.

Monkeypox
Sandra e Alessandro também abordam as recomendações do comitê em relação à prevenção da Monkeypox: “A principal medida preventiva é identificar casos suspeitos, com febre e lesões de pele (em especial do tipo vesículas ou “bolhas”), que devem ser avaliados presencialmente em serviços de saúde.

Ao fim do comunicado, os dirigentes agradecem a adesão da comunidade ao uso universal de máscaras no período mais crítico da pandemia e reforça a necessidade de proteção por meio da vacinação.