UFMG | Campos Montes Claros
Home » Notícias » Produtores rurais de Várzea da Palma passam por capacitação no ICA
22 / jun / 2023
Produtores rurais de Várzea da Palma passam por capacitação no ICA

Grupo de 29 agricultores familiares conheceu trabalhos desenvolvidos no campus

Grupo passou por um dia de capacitação no ICA
Foto: Ana Cláudia Mendes I UFMG

A quinta-feira começou com muito conhecimento para um grupo de 29 agricultores familiares do município de Várzea da Palma, no Norte de Minas. A turma percorreu cerca 200 quilômetros para participar de um dia de campo no Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG, em Montes Claros. As atividades começaram no setor de Olericultura. No local, o professor Cândido Alves da Costa mostrou alguns dos trabalhos desenvolvidos com hortaliças. Atentos a todos os detalhes, os produtores anotaram tudo. “Eu estou aproveitando máximo aqui para poder utilizar lá na minha propriedade. Gostei muito da hidroponia porque é uma forma de produzir alface em uma época em que chove muito então o preço fica muito bom”, conta o agricultor José Nobre com caderno e caneta nas mãos.
O professor Cândido da Costa reforçou a importância da ação como o cumprimento de um dos papéis da Universidade com a sociedade. “É uma satisfação muito grande receber produtores aqui. Esta é a nossa função. Nós temos o conhecimento e vamos compartilhar com eles. E, claro, eles também têm a ensinar. Acaba sendo uma troca. Trabalhos como este são uma forma de a gente retribuir para a sociedade aquilo que ela investe no ensino superior público”, afirma.

Para os agricultores familiares a visita foi uma oportunidade de ampliar o conhecimento
Foto: Ana Cláudia Mendes I UFMG

A programação incluiu ainda visitas aos setores de Fruticultura e Plantas Medicinais e Aromáticas.

Espaço para novas possibilidades

A hidroponia chamou a atenção dos produtores
Foto: Ana Cláudia Mendes I UFMG

A visita técnica faz parte de uma parceria entre Sebrae e prefeitura de Várzea da Palma. O grupo faz parte do programa Agente Local de Inovação (ALI) Rural, do Sebrae. A visita ao ICA faz parte do processo de aprimoramento do trabalho no campo. “Esta atividade surgiu a partir de uma demanda deste grupo. Nossa agente de inovação rural entrou em contato com a UFMG, sabendo da estrutura que existe aqui para atender à demanda. Aqui, eles podem adquirir conhecimentos técnicos para aumentar a produtividade nas propriedades rurais e até mesmo se capacitarem para outras produções”, explica a assistente técnica do Sebrae Minas Isabela Lima.
Os agricultores participam do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE, do governo federal, além de venderem parte da produção também em feiras livres de Várzea da Palma. Para a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Rose Martins, o dia de campo vem para trazer muitos benefícios para todos. “Estamos muito felizes com esta oportunidade que a UFMG nos ofereceu. Aqui, nós estamos preparando estes produtores para que eles possam produzir mais e melhor. Assim, há uma melhora na qualidade dos produtos adquiridos para a merenda escolar, por exemplo. É uma cadeia grande que envolve vários setores. Com este suporte já estamos pensando em expandir o fornecimento da nossa produção para supermercados e até outros municípios”, afirma.

A cultura do alho foi outro ponto que atraiu o interesse dos participantes
Foto: Ana Cláudia Mendes I UFMG

O agricultor João Pedro Medeiros comercializa o que produz para o programa do governo federal, nas feiras livres e também faz vendas avulsas. No dia de campo, ele viu novas possibilidades para aumentar a produção. “Aqui, eu vi muita coisa nova. É sempre interessante ter esta oportunidade de ver de perto o que pode ser feito. Gostei da estufa para plantas e também o cultivo do alho. Nós tentamos plantar e não conseguimos. Agora, vamos plantar de novo e eu acho que vai dar certo”, conta.
Na visita também teve espaço para quem está começando. A agricultora Alda Azevedo saiu com o caderno cheio de anotações e muitas ideias para implantar no campo. “Eu vim para aprender e colocar em prática. Eu quero ver o que vai ser melhor para cultivar e aumentar minha renda. Eu tenho um terreno pequeno, mas eu quero investir e acho que vai ser na fruticultura”.

(Ana Cláudia Mendes I Cedecom UFMG Montes Claros)