UFMG | Campos Montes Claros
Home » Notícias » ICA implanta sistema de fornos-fornalha de produção sustentável de carvão vegetal
20 / dez / 2019
ICA implanta sistema de fornos-fornalha de produção sustentável de carvão vegetal

O curso de construção dos fornos foi realizado nesta semana; nova iniciativa será realizada em fevereiro

Os fornos possuem tecnologia eficiente que polui menos o ambiente. Foto: Silvia Tereza Evaristo/UFMG

O Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da UFMG implantou o Sistema Fornos-fornalha em seu campus. A iniciativa faz parte do projeto Siderurgia Sustentável, que visa incentivar a redução de gases de efeito estufa na siderurgia. O curso prático de construção do sistema foi gratuito, realizado entre os dias 18 e 21 de dezembro.

Participaram do curso 13 pessoas, entre estudantes, técnicos e outros profissionais. O curso foi dividido em uma etapa teórica e uma prática. E está previsto um novo curso centrado na operação do sistema, estimado para fevereiro de 2020. “O projeto busca o desenvolvimento de tecnologias e processos sustentáveis para a produção e uso de carvão vegetal na indústria e está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, explicou o professor do ICA, Edy Barauna. O sistema será utilizado como experimental para projetos de pesquisa, ensino e extensão.

De acordo com o professor, são fornos de baixo custo para o produtor de carvão, adaptados à região e com baixo impacto ao meio ambiente. Humberto Fauller Siqueira, consultor técnico do projeto, explica que o sistema é composto por quatro fornos circulares e que propõe mais eficiência na produção de carvão, com a redução da emissão de fumaça. “Os quatro fornos circulares são acoplados a um queimador central, que tem uma eficiência de redução de quase 90% das emissões de gás metano, um gás de efeito estufa, e também das emissões de monóxido de carbono”, disse Humberto.

Bruno Dias foi um dos participantes do curso. Ele é estudante do oitavo período de Engenharia Florestal. “O curso é uma iniciativa bacana, principalmente para a nossa região que é produtora de carvão vegetal. É muito atrativa e interessante a tecnologia, pois reduz muito as emissões de gases nocivos com a carbonização, é um sistema mais limpo e ambientalmente mais sustentável”, completou.

O Projeto Siderurgia Sustentável conta com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente e é implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com coordenação técnica do Ministério do Meio Ambiente, executado em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o Governo de Minas Gerais.

Equipe responsável pela implantação do sistema e participantes do curso. Foto: Silvia Tereza Evaristo/UFMG

[Texto: Amanda Lelis e Victor Maurício/Cedecom Montes Claros]