UFMG | Campos Montes Claros
Home » Notícias » António Nóvoa faz conferência na UFMG sobre fortalecimento da relação com a educação básica
15 / ago / 2023
António Nóvoa faz conferência na UFMG sobre fortalecimento da relação com a educação básica

Docente da Universidade de Lisboa é referência internacional na reflexão sobre formação de professores; palestra será transmitida no campus Montes Claros na sala 32 do CAAD

António Nóvoa na UFMG, em 2010, quando participou de evento sobre práticas de ensino 
Foto: Foca Lisboa | UFMG

O professor e ex-reitor da Universidade de Lisboa António Nóvoa vai ministrar conferência sobre a universidade e o fortalecimento da educação básica na próxima quarta-feira, 16, no Auditório da Reitoria, no campus Pampulha. A palestra, que terá início às 14h, integra um conjunto de ações da UFMG que visam ao estreitamento de relações entre a universidade e as escolas de educação básica. O evento será transmitido para o campus Montes Claros, na sala 32 do CAAD.

António Sampaio da Nóvoa é doutor em Ciências da Educação pela Universidade de Genebra e em História Moderna e Contemporânea pela Paris-Sorbonne. Um dos mais reconhecidos especialistas em formação de professores, Nóvoa defende que esse processo precisa acompanhar as mudanças na sociedade e propõe um modelo capaz de unir três ciclos: a formação inicial, a iniciação do professor na sala de aula e a formação continuada.

A pró-reitora adjunta de Graduação, Maria Flores, professora do Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino da Faculdade de Educação (FaE), explica que Nóvoa tem feito um trabalho intenso e interativo no Brasil. Segundo Flores, ele estimula uma relação mais orgânica e produtiva entre as universidades e a educação básica. “A vinda do professor Nóvoa vai nos ajudar a refletir coletivamente sobre o rumo que estamos tomando. Temos muitas ações e potencial para interação com a escola básica. Sustentamos que é preciso fortalecer ainda mais essa interação”, diz.

Nóvoa é autor de mais de 150 publicações – livros, capítulos e artigos – editadas em 12 países. Em 2016, concorreu como candidato independente às eleições presidenciais em Portugal, conseguindo agregar vários apoios à esquerda, entre os quais os dos ex-presidentes Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio. O professor já esteve na UFMG em outras oportunidades. Em 2010, ele palestrou no 15º Encontro nacional sobre didática e práticas de ensino (Endipe).

Fortalecendo o diálogo
Maria Flores conta que a UFMG desenvolve diversas ações destinadas à formação inicial e continuada de professores e para o desenvolvimento de políticas estratégicas aplicáveis ao ensino básico. Muitas dessas ações têm sido viabilizadas no âmbito da Comissão para Estabelecimento de Diretrizes e Políticas para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica (Comfic), órgão assessor da UFMG que faz a articulação das pró-reitorias acadêmicas com as secretarias estaduais e municipais de educação.

“Temos como princípio a construção de uma relação dialógica entre universidade e as escolas de educação básica, e a Comfic tem sido fundamental nesse processo. Isso tem gerado interações com as secretarias de educação e com os professores e professoras da educação básica, e é visível o fortalecimento das ações e programas de formação inicial e continuada de professores. Além disso, temos visto uma ampliação do envolvimento das diferentes áreas do conhecimento com a educação básica, com iniciativas que nos fortalecem mutuamente”, explica.

A pró-reitora adjunta de Extensão da UFMG, professora Janice Amaral, também destaca o foco da Universidade na ampliação do diálogo com o ensino básico. “Sem dúvida, a conferência possibilitará o compartilhamento de importantes experiências de uma referência internacional em um tema caro à sociedade. A  extensão da UFMG tem desenvolvido muitas frentes de ações para fortalecer cada vez mais a relação e a interação dialógica e formativa entre a universidade e as escolas da educação básica”, comenta.